Ter um animal de estimação em casa é sinônimo de alegria. Eles são verdadeiros amigos e nos ensinam valores como o amor e a lealdade. Porém, todo companheiro de quatro patas precisa de cuidados especiais, ainda mais aquele que mora em apartamento.

 

De acordo com o veterinário Flávio Ricardo Ferreira, que é pós-graduado em dermatologia e mestrando em patologia ambiental e experimental, cachorros e gatos que vivem neste tipo de ambiente precisam de carinho e convívio com a família, de uma dieta equilibrada de acordo com seu tamanho e raça, praticar atividades, estar com as vacinas e vermífugos em dia, sem esquecer que ele e o local onde mora devem estar sempre higienizados.

 

Todo cachorro precisa sair do apartamento para ter contato com outros ambientes. Criar uma rotina de passeio é essencial para este animal. Dar uma volta na rua de quatro a cinco vezes por dia é o ideal. Já os gatos também devem ser levados para passeios e podem se adaptar perfeitamente a coleiras, peitorais e guias como os cães. Vale lembrar que eles gostam de liberdade e não devem ficar eternamente num apartamento por usarem as liteiras (caixas com areia).

 

“De uma forma geral os gatos são mais silenciosos, higiênicos e mais facilmente adaptáveis aos apartamentos. Devemos nos preocupar com a segurança, principalmente, já que é muito comum o gato olhar pela janela e ver um carro ou uma pessoa passando no térreo e achar que é uma pequena presa e pular para pegar”, explica Ferreira.

 

Se preocupar com o vizinho também é um cuidado que o proprietário deve ter com seu pet. Vale lembrar que cães latem e gatos miam pelos mais variados motivos e há pessoas que não gostam, sentem medo ou simplesmente não querem interagir com eles. “Os peludos são companheiros, melhores amigos, muitas vezes tratados como filhos e são membros da família. Isso é amor! Então, não deixe que seu pet se torne motivo de uma guerra”, enfatiza o especialista.

 

Para conviver em harmonia com a vizinhança, Ferreira aconselha que sempre limpe a sujeira que seu cão ou gato fizer fora ou dentro do apartamento. Além disso, ele explica que é importante conversar com o veterinário de confiança sobre a castração, a tendência de comportamento tanto de cães e gatos no período do cio. “Antes de ter um pet é importante planejar, saber das diretrizes de onde mora ou vai morar e respeitar os outros seres humanos”, enfatiza o veterinário.

 

Confira sua chance de adquirir uma casa em um residencial em Votorantim