A questão da segurança pública em nosso país infelizmente tem se agravado nos últimos tempos, e é um problema que afeta a todos, independentemente de qual camada social você se encontra. Nesse aspecto, procurar morar em apartamentos e condomínios que ofereçam recursos de segurança podem ser uma boa estratégia. Entretanto, mesmo com boa localização e aparatos de segurança, muitos locais não se adequam 100% ao nosso gosto, demandando, assim, ajustes e reforma do apartamento.

Mesmo que custosa e exigindo certa paciência, reformas em geral não devem ser vistas como um gasto sem retorno, mas sim como um investimento. Isso porque prezar pela comodidade e o bem-estar residencial, com certeza, são excelentes fatores que favorecem na qualidade de vida.

Dessa forma, é preciso pensar de maneira ampla em relação a esse conceito sobre reestruturar sua residência, enxergar que o atual investimento financeiro é justificado pelos futuros benefícios.

Entretanto, ao decidir fazer alguns ajustes ou maiores reformas no apartamento, certos cuidados e cautelas, obrigatoriamente, devem ser levados em consideração.

Nessa questão, há uma combinação de vários fatores que exigem análises e um estudo prévio, para assim garantir uma boa execução do projeto. Logo, destacaremos a seguir 5 cuidados que você precisa ter ao cogitar fazer a reforma do apartamento. Acompanhe:

1. Pesquise e planeje

Não dá para iniciar uma reestruturação no apartamento apenas um dia depois de decidir fazê-la. É um processo que requer planejamento, pesquisa e, acima de tudo, estudo técnico. Por isso, nesse período que antecede a tomada de decisões, pensar com calma em relação a alguns parâmetros é de extrema importância, evitando, assim, possíveis inconvenientes. Preocupe-se em:

  • optar por mão de obra qualificada e de confiança (procure se informar sobre a reputação da construtora quanto à qualidade, segurança e prazos);
  • fazer um cronograma e tentar programar os próximos passos;

Transtornos ao negligenciar essa etapa

Essa, sem dúvidas, é a pior fase para se cometer alguns equívocos, pois a falta de planejamento pode desencadear em surpresas desagradáveis e contração de dívidas. Implicando também:

  • retrabalhos e/ou serviços desprovidos de qualidade e segurança devido à contratação de mão de obra não qualificada;
  • extensão do prazo da obra;
  • custo financeiro não condizente com a reforma realizada.

2. Dê preferência a materiais de qualidade

A reforma pode ser bem planejada, com objetivos claros e executada com segurança, mas, se os materiais que foram utilizados ao longo do serviço forem de má qualidade, a necessidade de possíveis ajustes no futuro torna-se praticamente certa. Logo é imprescindível:

  • procurar informações sobre durabilidade dos materiais envolvidos na reforma;
  • adquirir produtos que possuam certificação ou selos que atestam sua qualidade (tintas, tubulações e revestimento principalmente);
  • evitar grandes economias nessa fase;
  • desconfiar de produtos com valores bem abaixo do mercado.

Transtornos ao negligenciar essa etapa

Reformar o apartamento com materiais de baixa qualidade tem suas grandes desvantagens, geram problemas tais como:

  • vazamentos e problemas no encanamento devido a tubulações ruins;
  • retrabalhos em geral, como os de pintura, revestimentos e impermeabilização;
  • gastos e despesas fora do planejamento inicial.

3. Tenha atenção com a segurança

Durante a reforma do apartamento, não podemos tomar decisões baseadas apenas no conforto e no bem-estar, mas também prezar pela segurança e garantia dos elementos estruturais do edifício. Eliminar partes de parede e pilar sem o devido cálculo pode resultar em sérias complicações.

Há problemas também com a excessiva concentração de peso no chão. Deslocar todos os móveis para apenas um cômodo, combinados com a adição de carga oriunda de outros elementos da reforma, sobrecarregam a estrutura, uma vez que ela não foi dimensionada para tal peso. Desse modo, atente para:

  • contratar obrigatoriamente uma equipe com profissionais capacitados, para que todas essas etapas estejam embasadas em corretos cálculos estruturais;
  • ter a certeza de que todos os processos envolvidos durante a reforma estão respeitando as normas técnicas da ABNT.

Transtornos ao negligenciar essa etapa

O descuido nesse aspecto pode acarretar grandes transtornos, como:

  • aumento das chances de falha dos elementos estruturais e consequentemente o total comprometimento da estrutura;
  • aparecimento de trincas e rachaduras;
  • ruptura do chão devido à alta concentração de carga;
  • possíveis acidentes de trabalho por causa da realização de tarefas sem o devido conhecimento técnico.

4. Avise a todos que está em reforma

A comunicação direta e clara, tanto com o síndico do condomínio quanto com os vizinhos, é fundamental. Avisar a todos sobre barulhos, transporte de cargas e de outros possíveis transtornos oriundos da reforma é essencial, evitando, desse modo, até mesmo pequenos atritos na vizinhança. Assim sendo, são importantes as seguintes considerações:

  • compartilhar e discutir em reuniões de condomínio sobre a realização da reforma;
  • fixar avisos de alerta no condomínio, quando necessário, em casos de transporte de carga.

Transtornos ao negligenciar essa etapa

Esquecer de comunicar aos demais sobre a realização de reformas no apartamento acarretam:

  • pagamento de multas e taxas, pré-estabelecidas de acordo com cada condomínio;
  • atritos e desentendimento com a vizinha (devido a barulhos e incômodos em geral).

5. Faça orçamento

Conhecer e tentar estimar todas as despesas com a reforma do apartamento é uma questão bem relevante. Dessa forma, ao saber basicamente a natureza de todos os gastos, você consegue alinhar sua atual condição financeira com o tamanho e as características da reforma. Definir com exatidão o projeto e não mudar de opinião durante a execução da reforma são pontos que favorecem nesse aspecto. Por isso, é preciso considerar:

  • paciência ao fazer as contas e avaliação do investimento;
  • despesas que a princípio não faziam parte do escopo.

Transtornos ao negligenciar essa etapa

Estes são alguns inconvenientes de não se fazer um orçamento adequado:

  • estourar o orçamento inicial e contrair dívidas inesperadas;
  • ter gastos não planejados devido a equívocos durante a estimativa de custos.

Dessa forma, fica claro a importância de se tomar certos cuidados ao desejar realizar a reforma do apartamento, evitando surpresas desagradáveis e futuros empecilhos. Vale destacar também as vantagens proporcionadas pelo auxílio de um arquiteto para a definição e elaboração de bons projetos, favorecendo a tomada de decisões e otimização de espaços.

Gostou deste post? Então compartilhe-o em suas redes sociais e divulgue essas dicas para seus amigos que também vão reformar o apartamento deles!

Confira o lançamento em Condomínio Horizontal da Construtora Planeta.

Conheça seu próximo condomínio fechado em Sorocaba!

Conheça o novo lançamento da Construtora Planeta: os condomínios horizontais Bellagio Residence!