O sonho da casa própria virou realidade! É nessas horas que a gente percebe como valeu a pena se organizar financeiramente para conseguir tirar os planos do papel, não é mesmo? Agora só falta se mudar. E, quando o assunto é mudança de casa, a organização e o planejamento também são fatores fundamentais para que tudo ocorra sem estresse ou dor de cabeça.

Até porque você não quer deixar nada para trás, certo? Afinal, cada objeto que possuímos traz consigo um pouco da nossa história e das nossas lembranças. Por isso, todo cuidado é pouco!

Neste post, você confere o passo a passo para organizar sua mudança com tranquilidade e eficiência, eliminando de vez o risco de contratempos ou esquecimentos. Vamos lá!

Contrate uma transportadora

O primeiro passo é decidir de que forma você fará a mudança de casa. Você sabe o volume exato de coisas que precisa embalar e carregar? Você tem tempo e disposição para a tarefa? Poderá contar com a ajuda dos familiares?

Se você respondeu sim às perguntas acima, provavelmente conseguirá realizar a mudança por conta própria. Porém, caso o volume de pertences seja muito extenso, você não possua veículo adequado ou mesmo preparação física para o carregamento, o ideal é contratar uma empresa transportadora.

Esses profissionais estão bastante habituados a esse tipo de serviço e, portanto, serão muito úteis para tornar a mudança mais ágil e menos cansativa. Assim, você poderá concentrar sua energia no momento de empacotar os pertences e de decorar o apê!

Peça ajuda aos familiares

Não é porque você contratou uma transportadora que não precisará de ajuda, ok? Afinal, a função de empacotar os itens será de sua inteira responsabilidade. E, como sabemos, isso dá trabalho! Portanto, toda ajuda é bem-vinda.

Qualquer que seja a quantidade e o volume dos pertences, nada mais justo do que toda a família ajudar no processo, organizando, empacotando ou mesmo transportando alguns itens por conta própria. Inclusive, recomenda-se que os objetos de valor ou grande estima — como joias, obras de arte ou coleções, por exemplo — sejam transportados em veículos particulares, por questões de segurança.

Faça tudo com antecedência

Parece óbvio, mas o que mais vemos é gente deixando para organizar a mudança na véspera. Deixar tudo para a última hora é a receita para esquecer algo importante na casa ou estragar algum pertence mal empacotado. Isso sem falar no estresse da correria para terminar a tempo.

Se você não quer correr esse risco, considere começar o processo de empacotamento o quanto antes, preferencialmente com um ou dois meses de antecedência do dia da mudança de casa. Assim, todos os pertences serão empacotados com calma e com a devida proteção.

Comece definindo as prioridades do empacotamento conforme os cômodos da residência. Aqueles itens do famoso “quartinho da bagunça” ou demais objetos de pouco uso, por exemplo, podem ser encaixotados — e organizados! — o quanto antes, assim como alguns eletrodomésticos, ferramentas ou roupas de outra estação.

Defina prioridades

Tudo o que envolve organização e planejamento também envolve prioridades. Isso significa que, em uma mudança de casa, todos os aspectos devem ser pensados conforme a utilização e a funcionalidade dos objetos.

Então nada de embalar primeiramente aqueles itens que serão utilizados até o dia da mudança, hein? Isso vale para roupas de cama, banho, utensílios de cozinha, objetos de uso pessoal e tantos outros de uso corriqueiro.

Comece pelos cômodos menos utilizados da casa e vá definindo suas prioridades. Isso tudo sem se esquecer de etiquetar as caixas para saber ao certo o que já foi embalado e a qual cômodo do novo lar aquela embalagem se destina.

Proteja os itens frágeis

Ok, todo mundo sabe que os itens frágeis deverão estar devidamente protegidos para não se quebrarem durante o transporte. Mas como fazer isso na prática? Para embalar vidros, porcelanas ou artesanatos, utilize plástico bolha ou jornais velhos.

Além disso, jamais coloque esses itens em caixas muito maiores do que eles, de modo a evitar que os pertences frágeis fiquem “sambando” na caixa pelo caminho, o que aumentaria o risco de quebra. Outra ótima maneira de proteger os objetos é colocar cobertores por entre as caixas, evitando a sobreposição direta ou os choques entre uma embalagem e outra.

Escolha caixas adequadas

Quando falamos em mudança de casa, uma coisa é certa: você vai precisar de caixas. Muitas caixas, e dos mais variados tamanhos! Dê preferência às de papelão mais resistente e nunca ultrapasse o peso suportado por cada embalagem.

Caso você não tenha caixas suficientes, considere pegá-las em depósitos de lojas ou supermercados, evitando aquelas que foram utilizadas para carregar alimentos, pois poderão estar sujas.

Na hora de empacotar, é essencial etiquetar a caixa conforme o cômodo e os objetos que foram empacotados. Essa é uma tarefa simples, porém indispensável para garantir sua comodidade na hora de desempacotar tudo e mobiliar o apartamento. Já pensou que pesadelo precisar abrir caixa por caixa até encontrar o que precisa?!

Equilibre o peso da mudança

Nada de sobrecarregar caixas ou mesmo empilhá-las sem critério algum no momento do transporte. Itens mais pesados devem vir sempre por baixo e, de preferência, sem sobrepeso em cima. Assim, você não danifica os seus pertences e, principalmente, evita o risco de acidentes no carregamento.

Para ter certeza de que a caixa não ficará sobrecarregada, considere o seguinte: quanto mais pesado for o objeto, menor deve ser a caixa. Isso significa que itens como cadernos ou livros, devem ser transportados em caixas menores. Já alguns utensílios de cozinha, roupas de cama ou brinquedos leves poderão ser facilmente carregados em caixas maiores.

Monte um kit de sobrevivência

Nada mais desesperador do que precisar de um remédio ou documento específico e não saber onde encontrar! Por isso, antes de iniciar o processo de mudança de casa, monte o seu kit de sobrevivência com tudo aquilo que é indispensável no seu dia a dia: chaves, documentos, medicamentos, peças de roupa, objetos de higiene pessoal… E por aí vai.

Solicite o desligamento dos serviços de água, luz e telefone

Como a maioria das empresas responsáveis por essas demandas têm um prazo para realizar os cortes e a religação, o ideal é solicitar o desligamento desses serviços com alguns dias de antecedência da mudança. Não se esqueça de solicitar também a alteração do endereço para faturas bancárias, assinaturas e demais correspondências.

Viu só? Organizar uma mudança de casa pode ser muito mais simples do que você imagina. Portanto, não entre em pânico. Basta um pouquinho de organização, planejamento e foco nas dicas acima que aí não tem erro: já pode receber os amigos e preparar o brinde de boas-vindas!

Gostou do post? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro das melhores tendências e ofertas do mercado imobiliário!

Confira o lançamento em Condomínio Horizontal da Construtora Planeta.

Conheça o novo lançamento da Construtora Planeta: o casa em condomínio horizontal Bellagio Residence!