Se você está pensando em morar longe do estresse da capital, já deve conhecer alguns dos vários atrativos da cidade do sul de São Paulo.

Ela é conhecida por aliar natureza — são mais de 20 parques — às comodidades mais modernas de infraestrutura e serviços, encontradas, principalmente, nos melhores bairros de Sorocaba.

Escolher a cidade ideal para viver pode ser uma tarefa difícil: é preciso prestar atenção em uma infinidade de detalhes, como: ela tem boas opções de lazer? Como é a segurança? Dá para passear tranquilamente? Quais são os melhores bairros?

Ninguém mais indicado que um morador antigo do lugar para responder com propriedade a essas e outras perguntas.

Conversamos com o jornalista José Fineis, sorocabano de 54 anos, para entender melhor a região. Ele não é apenas cidadão de Sorocaba: José é editor-chefe do Jornal Cruzeiro do Sul, o mais antigo da cidade e um dos mais tradicionais do Brasil.

Com cerca de três décadas de jornal, ele conhece bem a cidade em que sempre viveu. Neste artigo, você vai conhecer as vantagens de morar em Sorocaba e quais são os melhores bairros da cidade para adquirir um imóvel!

A cidade é grande, mas tranquila

Sorocaba tem cerca de 650 mil habitantes — está bem longe dos mais de 12 milhões da capital paulista! No entanto, se encontra a cerca de 82 km da capital.

É possível chegar rapidamente a São Paulo em cerca de 1 hora de carro — pela Rodovia Raposo Tavares, BR-374 e Rodovia Castelo Branco (SP-280).

Por viver há tanto tempo em Sorocaba, o jornalista José Fineis entendeu bem o perfil de pessoas que costumam se mudar para a cidade.

“Tem as pessoas que vieram da capital, da Grande São Paulo e do ABC. Elas vêm atrás basicamente de segurança e qualidade de vida, e também fugindo do custo de vida da Grande São Paulo, exorbitante”, ele acredita. “Uma vez que elas vêm, ficam encantadas com as ciclovias e as avenidas. Vira uma cidade dos sonhos, uma Pasárgada!”, diz, referindo-se ao poema de Manuel Bandeira.

O encantamento não é à toa. Sorocaba não perde em nada para a agitação da Grande São Paulo — é uma das cidades paulistas com mais shopping centers, tem diversidade de opções culturais e uma vida noturna bem ativa em alguns bairros.

Mas, ao mesmo tempo, é muito diferente: tem 23 parques, mais de 100 km de ciclovias (com um sistema de empréstimo gratuito de bicicletas) e uma relação harmoniosa com o extenso Rio Sorocaba, que foi revitalizado a partir de 2000, e hoje já tem biodiversidade crescente.

José mora perto do rio e aproveita os dias frescos para passear às margens dele. O jornalista, por sinal, não é o único. “Tem todo um relacionamento da cidade com o rio”, diz ele.

“É uma cidade perfeita se a pessoa tiver vontade de viver ao ar livre e de curtir. Ainda é uma cidade em que dá para passear à noite e sair com mais tranquilidade”, ele afirma. “Para famílias em busca de uma saída do sufoco do trânsito, do medo do assalto, medo de enchente… Sorocaba não tem problemas urbanos incontornáveis”, completa José.

Os números comprovam a qualidade de vida em Sorocaba

Claro, a sua experiência em cada cidade é muito pessoal e difícil de ser medida em números. Mas checar estatísticas é uma maneira inteligente de entender melhor o perfil de um lugar.

Como todo bom jornalista, José Fineis também sabe disso. E se depender de dados objetivos, Sorocaba é, com certeza, uma das melhores cidades que você poderia escolher para morar!

O IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) da cidade é bem alto: 0,798, segundo dados do Censo de 2010, o mais recente.

A cidade está a 0,001 de ser considerada um município com o nível mais alto de IDHM, segundo avaliação do Atlas Brasil. Para você ter uma ideia, o IDH do Brasil é 0,699, de acordo com dados do mesmo ano, enquanto o do estado de São Paulo é 0,783.

O cálculo do IDHM considera renda, longevidade e educação. Sorocaba se destaca em todas:

  • a renda pontua 0,792 (contra 0,789 do estado de São Paulo);
  • a longevidade chega a 0,843 (no estado, é 0,845);
  • a educação é 0,762 (a do restante de São Paulo é 0,719).

Os dados também mostram que a cidade não para de se desenvolver: entre 2000 e 2010, o IDHM da cidade cresceu quase 11%.

Pode parecer pouco, mas cada centésimo desse índice significa um avanço enorme, pois representa os milhares de moradores da cidade.

Sorocaba tem bairros incríveis

Todas as regiões de Sorocaba estão bem equipadas urbanamente, o que torna difícil definir os melhores bairros. Escolhemos três deles que são o endereço certo para quem quer o máximo de qualidade de vida:

Campolim

José conta que, há cerca de três décadas, as moradias e atividades de Sorocaba ficavam concentradas no centro. Mas tem acontecido um movimento forte de distribuição de tudo isso pelas margens da cidade, desde então.

O Campolim, na região sul, é um dos bairros relativamente novos de Sorocaba — mas bastante badalado. Considerado um bairro nobre, representa um sonho de consumo tanto para os sorocabanos quanto para quem vem de fora em busca de mais qualidade de vida.

“Desde o começo, já foi feito com planejamento”, relembra José. “O boom da região aconteceu nos anos 90, com a inauguração do shopping Esplanada — que hoje é o Iguatemi Esplanada. Desde então, a área não para de se desenvolver, e logo se tornou um dos bairros mais nobres e mais chiques da cidade. Todo mundo quer estar lá”.

Principalmente na Avenida Antônio Carlos Comitre, a disponibilidade de serviços é imensa — e ainda há os bares e baladas. “O Campolim tem vocação muito forte para o lazer”, conta José.

Mas não é só de agitação que vive o bairro. Na própria Antônio Carlos Comitre, fica o Parque Kasato Maru, fundado em 2008 em homenagem ao centenário da imigração japonesa no Brasil.

Cheio de cerejeiras e outras plantas típicas dos jardins japoneses, ele também recebe festivais de cultura oriental.

O Parque Campolim é outra opção saudável e tranquila, com infraestrutura completa para a prática de atividades físicas em sua extensa área verde, composta por pista de caminhada e academia ao ar livre, além de uma bela paisagem de espelhos d’água. Eventualmente, o local se transforma em espaço de shows e já recebeu nomes como Sérgio Reis e Leila Pinheiro.

A culinária também não fica de fora do bairro. Ele abriga uma das três unidades da Padaria Real — que tem a famosa “coxinha da Real”, considerada uma das melhores do Brasil e um dos petiscos favoritos do escritor Mário Prata enquanto ele escrevia o livro de crônicas Diário de um magro.

Outro atrativo do Campolim é a facilidade de acesso. Afinal, com a rotina agitada do dia a dia, tudo o que queremos é poupar nosso tempo e não ficar preso no trânsito, não é mesmo? É possível chegar facilmente ao bairro por meio da já citada Avenida Antonio Carlos Comitre ou das vias Barão de Tatuí, Professora Izoraida Marques Peres, Gisele Constantino­ e Washington Luiz.

O acesso não é um entrave nem mesmo para aquelas pessoas que trabalham na capital e que não abrem mão de morar no interior. Residindo em um apartamento no Campolim, fica muito prático chegar a São Paulo pelas Rodovias Raposo Tavares, Celso Charuri e Castelo Branco.

A região do Campolim também é muito vantajosa para quem tem filhos em idade escolar, já que o bairro é cercado por renomadas instituições de ensino particular, como as redes Objetivo, Anglo e Uirapuru.

Quanto à segurança, um diferencial do bairro são as viaturas de patrulhamento da Polícia Militar e da Guarda Civil municipal, que fazem rondas constantes pela região do Campolim.

Mangal

O Mangal também está localizado na zona sul da cidade, mas o jornalista José Fineis pondera que esse bairro é mais sossegado que o Campolim. “O Mangal tem aquelas ruas mais tranquilas, aquele trânsito mais local”, ele diz. “Não é um bairro que é passagem entre partes da cidade. É perto e, ao mesmo tempo, mais protegido do centro”.

José acredita que a tranquilidade desse bairro nobre está relacionada ao fato de ser uma área mais antiga da cidade.

Ele tem cada vez mais condomínios fechados de prédios — escolha certa para quem vive na cidade —, mas ainda tem casas tradicionais com jardins bonitos, segundo ele. Várias têm sido convertidas em locais de serviços, principalmente clínicas.

No entanto, caso não dê para resolver todas as suas necessidades dentro do próprio bairro, você nem precisa se preocupar: o Mangal abriga importantes vias de acesso, sobretudo próximas às áreas centrais de Sorocaba, onde é possível garantir todo tipo de prestação de serviço sem estresse na rotina.

Outra característica do Mangal é a inclinação à cultura. É nesse bairro que fica o Teatro do Sesi, um dos principais da cidade.

Assim, sempre que bater aquela vontade de fazer um programa cultural com a família, amigos ou até mesmo sozinho, não precisará ir para longe de casa.

Jardim Moncayo

O Jardim Moncayo é um bairro novo na cidade, mas fica em uma das regiões mais tradicionais de Sorocaba, a Além-Ponte (justamente onde vive o José, que nos deu um panorama dos principais bairros).

O local é bem próximo ao centro, mas o Moncayo ainda mantém a tranquilidade. Ou seja, é uma localização perfeita para quem trabalha na região central — e precisa de fácil acesso aos serviços —, mas prefere a comodidade de residir em um bairro mais interiorano, com uma proposta residencial.

A quantidade de condomínios no bairro — tanto horizontais quanto verticais — é uma vantagem, segundo José, pois os residenciais têm muitas câmeras de vigilância, o que torna a área bastante segura.

Além disso, a administração dos condomínios investe pesado não somente nas câmeras de videomonitoramento, mas também nos recursos de iluminação para reforçar a segurança e facilitar o acesso a qualquer hora do dia.

A infraestrutura é outro ponto forte da área, cujo entorno é povoado por comércio e escolas. Então, se na sua família tem crianças e adolescentes, saiba que o Jardim Moncayo não deixa a desejar no quesito instituições de ensino.

E nada mais prático do que morar perto da escola dos seus filhos e não precisar se preocupar com o corre-corre de levar e buscar, não é mesmo?

José Fineis também lembra que o Moncayo fica bem ao lado de uma das avenidas mais importantes da cidade, a São Paulo, que é um centro indispensável de serviços, além de ser o local de uma das histórias mais curiosas sobre a cidade: a da Árvore Grande.

A chamada Árvore Grande era uma paineira centenária de 15 metros. No final da década de 70, o tronco mestre da árvore caiu.

Mas, para que a tradição da paisagem não se perdesse no tempo, a Universidade de Sorocaba fez uma clonagem do espécime, que foi plantada no mesmo ponto. Inspirador, não?

Ficou animado para morar em algum dos melhores bairros de Sorocaba? Ótima decisão! Em qualquer um desses locais que você escolher, a qualidade de vida e o retorno do investimento são garantidos.

Apenas lembre-se de que, antes de realizar a mudança, é fundamental se planejar com cautela para comprar o imóvel ideal.

Portanto, pesquise sobre as construtoras da cidade e tenha certeza de que está negociando com uma empresa de confiança e reconhecida no ramo.

Para saber mais sobre os melhores bairros de Sorocaba, empreendimentos imobiliários da região e ficar por dentro das tendências desse mercado, siga a Construtora Planeta nas redes sociais! Estamos no Facebook e no Instagram!