Um projeto de iluminação bem-executado transforma qualquer tipo de ambiente. Ao combinar lâmpadas e luminárias corretamente, você garante o conforto visual no cômodo, além de criar efeitos sensoriais de amplitude, leveza e aconchego.

Para valorizar ainda mais esses aspectos e garantir uma iluminação impecável, os designers estão apostando em uma grande tendência do mercado A&D: as sancas. Mas você sabe como utilizar os diversos modelos de sanca no seu décor?

Pode até parecer complexo à primeira vista. Porém, sabendo como se dá a relação entre as sancas e o projeto luminotécnico do ambiente, fica fácil compreender porque esse item virou tendência de interiores.

Afinal, esse tipo de acabamento não apenas favorece a iluminação, mas, também, traz muito mais requinte e elegância para o seu décor. Acompanhe o post e entenda como isso funciona!

Como as sancas se relacionam com o projeto de iluminação?

As sancas ganharam lugar cativo no design de interiores porque o gesso é um ótimo aliado para personalizar o apartamento e permitir a criação de efeitos visuais únicos a partir da iluminação.

E o melhor: sem abrir mão do aconchego e sem carregar o ambiente com o excesso de informações, principalmente quando instaladas nas áreas de convívio social e intensa circulação no apê, como os livings.

Mas para que serve a sanca e por que ela é tão incrível? Em linhas gerais, podemos dizer que a sanca é um acabamento de gesso utilizado entre o forro e as paredes do cômodo para valorizar a sua decoração e trazer mais funcionalidade para a área. Ela pode ser aberta ou fechada, lisa ou decorada, com ou sem iluminação.

Utilizar as sancas para favorecer o projeto luminotécnico, inclusive, é uma aposta certeira do design, já que esse tipo de acabamento é perfeito para valorizar os efeitos da luz. Funciona assim: quando você utiliza o acabamento de sanca no ambiente, ele permite criar diferentes cenários luminosos a partir do acoplamento de lâmpadas, spots ou lustres específicos.

Essa conjugação de elementos consegue propor efeitos sensoriais que vão desde a ampliação do ambiente até a criação de cenários mais leves, aconchegantes ou sofisticados. Tudo vai depender da atmosfera que você quer dar ao cômodo além, é claro, do modelo de sanca escolhido e do posicionamento das luzes.

Contudo, antes de investir no acabamento de sanca, é preciso considerar alguns aspectos para que a aplicação traga o resultado desejado. Abaixo, listamos os principais fatores aos quais você deve atentar:

  • o projeto luminotécnico precisa ser elaborado antes da aplicação da sanca, preferencialmente por um profissional capacitado;
  • a fiação elétrica (cabos de aparelhos, tubulação de ar-condicionado etc.) precisa ser instalada por um eletricista antes da aplicação da sanca;
  • a aplicação da sanca precisa prever molduras ou tabicas, considerando-se um espaço de 2 cm entre a parede e o forro;
  • o rebaixo de teto ideal deve ser, se possível, de no mínimo 15 cm. Isso favorece o uso da iluminação embutida e facilita a passagem da fiação;
  • os lustres não devem ser fixados diretamente no forro. Recomenda-se utilizar um reforço estrutural antes da fixação de itens muito pesados;
  • os móveis, cortinas e demais elementos do local devem ser retirados ou protegidos durante a aplicação da sanca, e o piso do apartamento deve ser forrado com papelão ou lona, para facilitar a limpeza pós-obra.

Quais os principais modelos de sanca disponíveis no mercado?

Vimos que as sancas de gesso são excelentes opções para trazer mais requinte, elegância e sofisticação para a sua casa. Isso sem falar que, ao investir nesse tipo de acabamento, você contribui também para a funcionalidade do cômodo, pois as sancas favorecem a iluminação e podem ser utilizadas também para tapar tubulações ou esconder vigas.

Além disso, elas são perfeitas para melhorar o conforto térmico e acústico do apartamento. Contudo, é preciso saber escolher o modelo de sanca conforme a sua necessidade. Assim, você vai combinar praticidade, conforto e beleza em doses exatas para o ambiente. Em seguida, descrevemos as características dos principais modelos de sanca para ajudar você nessa escolha. Confira!

Sanca aberta

Nesse modelo de sanca, a abertura da moldura fica voltada para o centro do cômodo. Assim, é possível embutir a luz no vão de modo que ela reflita no forro e ilumine o ambiente de forma indireta e suave.

Por esse motivo, os modelos de sanca aberta são ideais para quem quer compor um design mais moderno. As lâmpadas escolhidas poderão ser fluorescentes, mangueiras luminosas ou fitas de LED.

Sanca fechada

A estrutura de uma sanca fechada consiste em uma placa de gesso mais baixa do que o forro ou a laje, contornando todo o ambiente. Como o próprio nome indica, não há nenhuma abertura nesse tipo de sanca. Por isso, em sancas fechadas só é possível utilizar iluminação direta. Nesse caso, os spots também são boas alternativas para as lâmpadas.

Sanca invertida

Os modelos de sanca invertida são bem parecidos com as sancas abertas. A diferença é que, nas sancas invertidas, a intenção é manter a iluminação indireta voltada para a parede ou até mesmo para o teto, causando a impressão de que o forro está flutuando.

Além de permitir esse efeito sensorial, a sanca invertida também pode ser utilizada como um recurso muito prático para diminuir o espaço entre o teto e o chão. Mas vale lembrar que, para a instalação de sancas invertidas, é imprescindível fazer o rebaixamento do forro utilizando placas de gesso, preferencialmente do tipo drywall.

Independentemente do tipo de sanca que você escolher, destaca-se a possibilidade de utilizar modelos de sanca decorados. Sem dúvidas, as sancas lisas são mais fáceis para combinar. Por outro lado, sancas que incluem detalhes ou desenhos com cortes no forro são sinônimo de charme e personalidade para o seu décor. Que tal?

Viu só? Fazer um projeto de iluminação impecável não é coisa de outro mundo. Basta estar atento à escolha das luminárias e planejar o resultado luminoso que você quer para o cômodo, contando com a ajuda de um profissional capacitado.

É por isso que escolher os modelos de sanca adequados fará toda a diferença no seu projeto, já que elas permitem aliar conforto visual, requinte e muita sofisticação em um só acabamento, tornando seu apartamento ainda mais elegante e convidativo.

Agora que você já sabe o caminho para a iluminação perfeita, aproveite e compartilhe o post nas suas redes sociais para inspirar seus amigos com a tendência das sancas!

Conheça o novo lançamento da Construtora Planeta: Residencial Votorantim!