Muitas pessoas não têm certeza sobre como combinar as cores da decoração. Afinal, a variedade de nuances é tanta que fica difícil encontrar a mistura perfeita para criar um ambiente bonito e harmônico. Mas não se preocupe! Existem truques bastante úteis para quem deseja colorir o lar com bom gosto.

Para ajudá-lo, separamos 4 dicas infalíveis que vão orientar você nesse processo. Acompanhe e descubra como personalizar o apartamento com as tonalidades certas!

1. Entenda o círculo cromático

O primeiro passo é buscar apoio em ferramentas específicas. Uma das mais conhecidas e utilizadas na área de arquitetura e design de interiores é o círculo cromático. Ele traz uma representação das tonalidades em uma ordem fixa, ou seja, a posição das cores no círculo é sempre a mesma.

A classificação é a seguinte:

  • primárias: azul, vermelho e amarelo. São as três cores que dão origem a todas as outras;
  • secundárias: cores resultantes da combinação de duas primárias. São representadas pelo verde (azul + amarelo), pelo roxo (azul + vermelho) e pelo laranja (vermelho + amarelo);
  • terciárias: surgem a partir da mistura de cores primárias com secundárias. O turquesa é um exemplo, e vem da união do azul (primária) com o verde (secundária).

Além dessas três categorias estão as cores neutras, que compõem um conjunto importantíssimo para equilibrar qualquer trabalho de decoração. Elas são representadas pelo branco, preto e variações de cinza, marrom e bege.

2. Use as paletas de cores

Com o círculo cromático em mãos você não terá mais dúvidas sobre como combinar as cores da decoração. Isso porque a ferramenta servirá de base para a criação de diferentes paletas, que são conjuntos formados por tonalidades específicas. Confira opções que podem ser aplicadas em sua residência:

  • monocromática: a composição dessa paleta parte de uma única cor do círculo. A variação é garantida pelo uso de diferentes intensidades do mesmo tom, como se fosse um degradê (exemplo: roxo, lilás e lavanda);
  • análoga: é formada por tonalidades que se posicionam lado a lado no círculo. Ao escolher laranja, por exemplo, você terá como análogas as cores mais próximas, que são o vermelho e o amarelo;
  • complementar: é composta por uma dupla de cores posicionadas em extremidades opostas no círculo. Como exemplo temos o azul + laranja ou violeta + amarelo.

É claro que existem outros tipos de paletas para testar, como a tríade (3 cores equidistantes) e a fenda (1 primária + 2 complementares), mas listamos as principais para você ter noção das inúmeras possibilidades. Se preferir, ainda pode utilizar aplicativos específicos para decoração que ajudam a combinar cores.

3. Considere o tamanho do ambiente

As cores transmitem sensações únicas e podem ser manipuladas para criar uma atmosfera mais alegre, intimista ou elegante. Além disso, elas são capazes de ampliar ou reduzir visualmente um cômodo, dependendo do modo como são combinadas e da superfície em que são aplicadas.

Quem tem um quarto amplo e deseja deixá-lo mais acolhedor pode utilizar cores escuras para dar a impressão de que sua área é menor. Agora, se você não sabe como combinar as cores da decoração de um ambiente compacto, a dica é manter uma base neutra e adicionar tons que sejam fortes apenas nos acessórios.

Por exemplo: se a casa tem algum tipo de piso de madeira escura, o ideal é pintar as paredes e o teto com cores claras para gerar amplitude. O complemento do espaço pode ser feito com objetos que tragam diferentes estampas e texturas.

4. Siga seu estilo preferido

Se regras para ampliar, reduzir ou transmitir diferentes sensações não são o principal foco, que tal seguir seu estilo para valorizar os ambientes? Um cômodo rústico fica muito interessante com o efeito de tom sobre tom (uso de cores semelhantes ou diferentes intensidades de uma mesma nuance).

Já um espaço contemporâneo pede contrastes, que podem ser obtidos com a união de tons neutros e alguns toques de cores vivas (exemplo: pisos e tetos brancos + uma parede verde limão + mobiliário de madeira).

Não faltam opções e truques, concorda? Esperamos que você tenha aprendido como combinar as cores da decoração e passe a criar espaços incríveis dentro e fora de casa.

Quer mais conteúdos com dicas práticas? Então, assine a nossa Newsletter agora mesmo!