Em um artigo do site G1, foi revelado que os apartamentos compactos representam quase metade dos lançamentos imobiliários de São Paulo. Mas não importa se a moradia é grande ou pequena, o segredo para fazer a decoração correta está nos métodos de design de interiores.

Para isso, não é preciso que você tenha uma graduação nessa área. Basta que conheça algumas técnicas utilizadas pelos profissionais desse ramo.

Quer descobrir algumas delas? Acompanhe nosso post!

1. Reaproveite as peças antigas

Às vezes, ficamos admirados com os móveis e utensílios de um apartamento e pensamos: quanto dinheiro foi gasto aqui! Porém, podemos estar enganados. Um dos recursos mais utilizados no design de interiores é o reaproveitamento de peças antigas.

Esse processo gera economia, mas também renova a vida útil de um objeto que seria descartadodesnecessariamente.

Por exemplo, talvez você tenha uma mala de viagem antiga que está encostada no quartinho da bagunça. Olhando assim, ela parece sem valor. No entanto, se colocar um bonito estofamento na parte interna dela e uns pés de madeira, a velha mala se transforma em uma poltrona superestilosa.

O mesmo acontece com as caixas de madeira. Nesse caso, com o uso de uma lixa e um pouco de verniz, tinta ou tecidos, elas podem virar cabeceiras de cama, prateleiras de livros ou sapateira.

2. Abuse dos brechós

Há quem “torça o nariz” quando ouve falar em brechós. Contudo, faz tempo que esses lugares deixaram de vender itens quase irrecuperáveis e com um tempo curto de vida útil. Atualmente, existem até brechós de luxo.

A vantagem de garimpar objetos de decoração nesses locais é, sem dúvida, a facilidade de encontrar algo caro com um preço bem abaixo do valor de mercado. Além disso, você pode achar vários tipos de móveis e outros itens para todos os ambientes da casa.

Então, se você gosta de um estilo de decoração mais vintage, basta pesquisar na internet que encontrará muitos brechós com esse estilo.

3. Conheça as dimensões dos ambientes

Qual é o tamanho do seu apartamento? E dos cômodos? Um dos segredos para um bom design de interiores é usar bem o espaço interno do apartamento, em especial nas moradias compactas de até 50 m2 e também nos lofts.

Sem esse planejamento, o ambiente fica com pouca área para circulação e com um aspecto de desorganização. Para evitar isso, muitos designers optam pelos ambientes integrados.

Um exemplo clássico é a junção da cozinha com a sala. Esses espaços ficam separados apenas por uma bancada que serve como mesa para fazer refeições. Porém, existem situações em que é possível até aproveitar a área da sala para criar um home office.

Ou, ainda, pode-se fazer uma estrutura de ferro sobre o living, tornando-o, assim, um segundo andar para abrigar um quarto. E que dizer de um banheiro grande de uma suíte que pode ceder um pouco de sua metragem para um closet integrado? Uma ótima sugestão, não acha?

4. Escolha a cor ideal

A escolha de cores é algo muito importante na decoração de um apartamento. A prova disso é que os profissionais de design de interiores precisam estudar sobre técnicas que as envolvem para fazer as melhores escolhas de acordo com a intenção da decoração.

De fato, dependendo da pintura, um ambiente pode ficar alegre, triste, pequeno ou grande. É sabido que os tons mais claros ampliam os ambientes. Então, o ideal é usar bem essas cores.

No entanto, para quebrar um pouco essa claridade, os tons escuros podem aparecer nos móveis, almofadas, quadros e outros objetos decorativos. Também é importante usar a proporção, ou seja, se três paredes foram pintadas com uma cor clara, a quarta poderá ser pincelada com um tom mais escuro.

Outra tonalidade muito versátil é a neutra — encontrada nas cores preta e cinza. Com essa base, surgem inúmeras possibilidades de composições cromáticas para a decoração, como o uso do amarelo e do vermelho. Estes podem ser usados nos objetos e dão personalidade e aconchego ao ambiente.

5. Use objetos que dão amplitude

Não só as cores têm o poder de ampliar ambientes, mas alguns objetos também. Por exemplo, os espelhos. Em alguns apartamentos, os espelhos são colocados em paredes inteiras em posições verticais e horizontais.

O efeito que causam é o aumento da profundidade do cômodo, dando uma impressão de que ele praticamente dobrou de tamanho.

Outro recurso utilizado no design de interiores para aumentar espaços é a iluminação. Por meio de um projeto bem elaborado, o apartamento pode receber vários pontos de luz para clarear todos os cantos do ambiente. Ou seja, quanto mais iluminado, melhor.

Para um efeito ainda melhor, as lâmpadas podem ser embutidas no teto. Em algumas áreas, a iluminação pode ter um tom amarelado ou que dê a alguns objetos do cômodo uma luminosidade particular. Tudo isso cria cenas diferentes em um mesmo ambiente.

6. Utilize móveis práticos

Por que não usar móveis que economizam espaço e dão um ar mais moderno ao seu apartamento? Em vez de uma mesa de centro na sala, um puff estofado pode ao mesmo tempo servir para colocar objetos ou descansar as pernas depois de um dia de trabalho.

Em apartamentos em que a sala e o quarto são divididos por uma estante projetada, a TV pode ficar em um painel giratório. Desse modo, com um toque, é possível assistir à programação da TV em ambos os cômodos sem a necessidade de ter dois aparelhos.

E, na cozinha, o fogão cooktop e os fornos embutidos dão um visual incrível para o ambiente. O espaço que sobrou pode ser aproveitado para criar um armário e armazenar alimentos e utensílios.

Sendo assim, com um pouco de criatividade e conhecimento de algumas técnicas de decoração, é possível morar em um ambiente moderno e que proporcione bem-estar. E o melhor: sem gastar uma grande fortuna com isso.

O que achou de nosso post? Gostou de conhecer técnicas de design de interiores para a decoração de seu apartamento? Então, aproveite para conhecer também 5 aplicativos que vão facilitar a sua vida na hora de decorar o apartamento dos sonhos!

Conheça o novo lançamento da Construtora Planeta: os condomínios horizontais Bellagio Residence!